Comunidade no município de Itapé recebe habitações rurais

 

A vontade de ter uma moradia digna, segura e com área para um quintal produtivo deixou de ser um sonho, na vida de 19 famílias da comunidade rural Estiva de Baixo, no município de Itapé, Território Litoral Sul, e se transformou em realidade, neste sábado (15),durante agenda de entrega de casas.

As habitações rurais foram destinadas as famílias que moravam em áreas de risco, próximo a construção da Barragem do Rio Colônia, inaugurada pelo Governo do Estado da Bahia em julho deste ano. A ação é voltada para regularizar as questões de acesso a água em cidades como Itabuna, Itapé, Uruçuca e toda a região.

O secretario de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, participou da cerimônia de entrega das chaves das casas e ressaltou que o lar é um espaço que ajuda na construção dos laços familiares: “Aqui nós temos dois aspectos a serem destacados: um é a Barragem do Rio Colônia, construção importante para economia, turismo e segurança hídrica local e territorial. E o outro, é a entrega dessas casas para as pessoas que seriam atingidas pela Barragem. Uma agenda valiosa pois a casa é um local sagrado onde se compreende o amor e a importância da família”.

Sobre as casas

As unidades habitacionais possuem dois quartos, sala, cozinha, banheiro, varanda e cisterna, tem metragem total de 44,78m2. As 19 casas somam um investimento total de R$ 798.000,00. A construção desses empreendimentos foi resultado de convênio firmado entre a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à SDR, e a Cooperativa de Habitação Rural da Bahia (Coopehabitar).

“Vamos viver mais despreocupado. Quando a gente trabalhava e morava nas fazendas próxima a Barragem do Rio Colônia, caso a gente fosse despachado, ficávamos de cara para o ar, sem saber para onde ir. Agora não, com emprego ou sem, temos um teto onde morar”, celebrou Vanderli Silva, um moradores da Estiva de Baixo que recebeu a casa.

Tatiele Ferreira, esposa de Silva e mãe dos gêmeos Phelipe e Raphael, informou que a nova morada servirá também para tocar um empreendimento da família. “Lá na casa nova vamos ajeitar o salão e tocar os trabalhos e esperar melhora cada vez mais”, afirma a cabelereira.

Produção rural
As habitações rurais entregues têm espaço para um quintal produtivo, nesse sentido a SDR por meio do Instituto Biofábrica de Cacau, também doou 1000 mudas para fomentar o começo da produção rural, das famílias contempladas com as casas. “Distribuímos mudas de cacau, goiaba, abacaxi e cupuaçu. Mudas de qualidade, produzidas com tecnologia e inovação, que garantem a produção. Em março, na lua escura, início das chuvas, vamos ampliar a entrega de mudas não só para comunidade de Estiva, mas também para o município de Itapé”, contou o diretor-presidente da Biofábrica, Lanns Almeida.

Naeliton Rosa, prefeito de Itapé, ressaltou a agenda foi promissora para o desenvolvimento local. Segundo ele, “nosso município só tem a crescer e deslanchar com essa construção da Barragem e a entrega das casas, tudo isso contribui de maneira significativa para que Itapé tenha uma agricultura familiar mais forte e produtiva”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *